"No dia em que a flor de lótus desabrochou
A minha mente vagava, e eu não a percebi.
Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida.
Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim.
Acordei do meu sonho sentindo o doce rastro
De um perfume no vento sul.
Essa vaga doçura fez o meu coração doer de saudade.
Pareceu-me ser o sopro ardente no verão, procurando completar-se.
Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim
Que ela era minha, e que essa perfeita doçura
Tinha desabrochado no fundo do meu coração. "

Rabindranath Tagore








quinta-feira, 28 de julho de 2011


Quando nossos olhos ficam embaraçados,
nada como usar os olhos dos outros
para voltar a valorizar o que é nosso.

2 comentários:

Dé Mattos disse...

Verdade, os olhos de um amigo as vezes estão muito mais claros que os nossos!
Beijo lindonaaaa

Valdicéia Mendonça disse...

Olá, minha flor!!!
Quanto tempo que não venho no seu cantinho, aliás nem tenho ido no de ninguém, mas é que as coisas não estão muito boas pra mim, tenho estado muito triste, tenho até tentado postar ou comentar, mas me falta força.
Venho te pedir desculpas pela ausência e para que ore por mim!!!
Beijo no seu coração!!!
Te amo, minha linda!!!
Obrigada pelo carinho comigo!!!
Lindo fim de semana!!!