"No dia em que a flor de lótus desabrochou
A minha mente vagava, e eu não a percebi.
Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida.
Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim.
Acordei do meu sonho sentindo o doce rastro
De um perfume no vento sul.
Essa vaga doçura fez o meu coração doer de saudade.
Pareceu-me ser o sopro ardente no verão, procurando completar-se.
Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim
Que ela era minha, e que essa perfeita doçura
Tinha desabrochado no fundo do meu coração. "

Rabindranath Tagore








sábado, 10 de dezembro de 2011

Minha homenagem a Clarice...





"Sabe o que quero de verdade?
Jamais perder a sensibilidade, mesmo que às vezes ela arranhe um pouco a alma.
Porque sem ela, não poderia mais sentir a mim mesma."

_______  ______

"Ela acreditava em anjo e, porque acreditava, eles existiam."

________  ______


"Criava as mais falsas dificuldades para aquela coisa clandestina que era a felicidade."


4 comentários:

QUIM disse...

Clarice a diva das palavras..amoooo..bjs ..aqui sempre lindo e inspirador.

Will disse...

Oi Kelly,
Clarice era mancomunada com os cupidos, os filósofos e principalmente com a vida.
Linda homenagem.
Ótima semana para você!

Kelly disse...

Quim...
Realmente, Clarice era uma diva.
Obrigada pelo carinho. Bjos!

Kelly disse...

Will,
Não entendo como Clarice conseguia traduzir tão bem os mais diversos sentimentos...e de uma maneira única.

Excelente semana pra ti!