"No dia em que a flor de lótus desabrochou
A minha mente vagava, e eu não a percebi.
Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida.
Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim.
Acordei do meu sonho sentindo o doce rastro
De um perfume no vento sul.
Essa vaga doçura fez o meu coração doer de saudade.
Pareceu-me ser o sopro ardente no verão, procurando completar-se.
Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim
Que ela era minha, e que essa perfeita doçura
Tinha desabrochado no fundo do meu coração. "

Rabindranath Tagore








segunda-feira, 7 de janeiro de 2013












Por diversos dias eu te quis...e foi quando mais precisei que não o tive.
A partir de agora, não pedirei mais nada a vida, pois tudo o que eu pedi não foi me dado.
Vou ficar com a minha solidão e sua ausência me fazendo companhia.
 Que a vida me leve pra onde deve levar, e me traga aquilo que deve trazer.
Enquanto isso que meu silêncio diga tudo aquilo que eu deixei de dizer.




Preciso de um tempo para me recompor.
 Há muito que me perdi.
Volto quando me reencontrar.



Flor


Um comentário:

Will disse...

Viver é uma eterna busca...