"No dia em que a flor de lótus desabrochou
A minha mente vagava, e eu não a percebi.
Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida.
Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim.
Acordei do meu sonho sentindo o doce rastro
De um perfume no vento sul.
Essa vaga doçura fez o meu coração doer de saudade.
Pareceu-me ser o sopro ardente no verão, procurando completar-se.
Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim
Que ela era minha, e que essa perfeita doçura
Tinha desabrochado no fundo do meu coração. "

Rabindranath Tagore








quarta-feira, 11 de julho de 2012








"Não sabia de onde vinha. Só sabia que sentia.
Olhando pro nada. Ela sorria. Poderia ter cometido um crime. Poderia amar em segredo.
Poderia ter lembrado de coisas boas. Ela sorria. Como quem abafa um suspiro.
Como quem guarda um segredo. Mas não era, nem segredo nem nada. Era felicidade e era muito.
Perguntava de onde e por que. Mas não tinha resposta. Ou tinha.
 -Não tem jeito meu bem, uma hora na vida a gente tem que ser feliz. Então era."


Vanessa Leonardi



3 comentários:

Marisete Zanon disse...

A hora de ser feliz chega sim, é só deixarmos (tão difícil...)rss.
um abraço

Sayuri Okamoto disse...

a felicidade real é assim mesmo, quando você menos esperar, só estará sentindo...

beijos ♥

Carol Peclat disse...

Mto bom o texto!!!

Me faça uma visita tbm!!
http://calcinhasexy.blogspot.com.br/

Fan Page do blog se gostar fique a vontade para curtir ..
https://www.facebook.com/CalcinhaSexy


Inté :*