"No dia em que a flor de lótus desabrochou
A minha mente vagava, e eu não a percebi.
Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida.
Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim.
Acordei do meu sonho sentindo o doce rastro
De um perfume no vento sul.
Essa vaga doçura fez o meu coração doer de saudade.
Pareceu-me ser o sopro ardente no verão, procurando completar-se.
Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim
Que ela era minha, e que essa perfeita doçura
Tinha desabrochado no fundo do meu coração. "

Rabindranath Tagore








sexta-feira, 30 de março de 2012





É ai que tudo que tu tem como alicerce vai abaixo por causa de um sorriso,
ela sabe disso e faz de propósito,
pois gosta de te ver sem jeito.
Sadismo, meu caro, ela transpira isso.
Sem falar no seu jeito e trejeitos para lhe deixar com cara de bobo no meio de todos.
Ela não é uma pessoa, mas um complô contra você,
até parece que nasceu só pra isso.
E aqui, nesse céu, todos os astros e seres são testemunhas.
Todos riem, mas no fundo dizem "pobre rapaz...".
Sinta-se indefeso, sinta-se ridículo, sinta-se imaturo, sinta-se impotente...
Mas sinta-se feliz, pois o sorriso dela, é pra você,
por mais que nem sempre o seja.


Dan -  [In Loco]



2 comentários:

Will disse...

Sorrisos desarmam o rosto. Sentimentos sinceros, o coração...

Adorável post!

Quero um final de semana de sorrisos plenos para você, Kelly!

As palavras me alimentam... disse...

Danilo é demais...ficou lindo aqui!