"No dia em que a flor de lótus desabrochou
A minha mente vagava, e eu não a percebi.
Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida.
Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim.
Acordei do meu sonho sentindo o doce rastro
De um perfume no vento sul.
Essa vaga doçura fez o meu coração doer de saudade.
Pareceu-me ser o sopro ardente no verão, procurando completar-se.
Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim
Que ela era minha, e que essa perfeita doçura
Tinha desabrochado no fundo do meu coração. "

Rabindranath Tagore








quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012




Por um segundo eu fechei os olhos e senti meu peito esvaziado de você. 
Foi realmente quase. Acho que estou andando pra frente.




*guardei esta frase pra quando chegasse 
o momento. Hoje é o dia.
Me esvaziei de você!

Um comentário:

Will disse...

"a vida vem em ondas como um mar, num indo e vindo infinito..."

Importante mesmo é não desistir de navegar, aceitar que o moinho do coração é movido pelo sopro do que já vivemos, mas que novos ventos sempre hão de soprar...

Um abraço com carinho!