"No dia em que a flor de lótus desabrochou
A minha mente vagava, e eu não a percebi.
Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida.
Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim.
Acordei do meu sonho sentindo o doce rastro
De um perfume no vento sul.
Essa vaga doçura fez o meu coração doer de saudade.
Pareceu-me ser o sopro ardente no verão, procurando completar-se.
Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim
Que ela era minha, e que essa perfeita doçura
Tinha desabrochado no fundo do meu coração. "

Rabindranath Tagore








segunda-feira, 9 de janeiro de 2012



Não acredite num sorriso.
A maldade está na mente.


3 comentários:

Delano Alexandria disse...

Sei como é, e entendo tb....rsrsrwsr

Amapola disse...

Bom dia, querida amiga Kelly.

Adorei essa, do sorriso!!

(Muito obrigada pela honra da sua visita, e pelas lindas palavras gentis).

Estou lhe seguindo.
Que a luz divina ilumine todos os seus projetos.


Beijos.
Maria Auxiliadora (Amapola)

QUIM disse...

Nem mais...bj