"No dia em que a flor de lótus desabrochou
A minha mente vagava, e eu não a percebi.
Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida.
Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim.
Acordei do meu sonho sentindo o doce rastro
De um perfume no vento sul.
Essa vaga doçura fez o meu coração doer de saudade.
Pareceu-me ser o sopro ardente no verão, procurando completar-se.
Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim
Que ela era minha, e que essa perfeita doçura
Tinha desabrochado no fundo do meu coração. "

Rabindranath Tagore








segunda-feira, 23 de janeiro de 2012




- Eu não leio seus pensamentos, Anjo. – corrigiu-me com um sorriso malicioso nos lábios.
- E como sempre sabe o que quero?
- É que existe uma conexão tão forte entre nós, que se torna impossível não ler você com facilidade.
- Isso pode ser assustador, não é?
- O amor é assustador, Anjo, principalmente por nos transformar em pessoas vulneráveis demais.
Arfei perdida em pensamentos.
- Mas não há nada mais saboroso do que amar, e de preferência você. 



Trecho do romance- Sol em minha Noite - Indomável



Um comentário:

QUIM disse...

huuummm..faz agente sonhar né...delicia...bj ..boa noite..