"No dia em que a flor de lótus desabrochou
A minha mente vagava, e eu não a percebi.
Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida.
Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim.
Acordei do meu sonho sentindo o doce rastro
De um perfume no vento sul.
Essa vaga doçura fez o meu coração doer de saudade.
Pareceu-me ser o sopro ardente no verão, procurando completar-se.
Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim
Que ela era minha, e que essa perfeita doçura
Tinha desabrochado no fundo do meu coração. "

Rabindranath Tagore








quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Para 2012




Para 2012, eu desejo pra todo mundo (e pra mim também) liberdade.
Que nos vejamos livres daquelas histórias que só nos fizeram mal,
 daquelas pessoas que entraram na nossa vida pra nos magoar,
 pra nos fazer desacreditar  um pouco na tal felicidade.
Que sejamos livres de sentimentos ruins e pessoas pequenas, mas que ocupam um espaço
 imenso no nosso coração, deixando tudo mais feio lá dentro.
Que a gente consiga desocupar esses espaços e deixá-los livres pra quem 
quiser entrar, trazendo sorrisos e amor de verdade.
Que mudemos com a mudança de ano. Que deixemos pra trás, junto com ele, 
os sentimentos ruins, que fazem com que sejamos menos felizes.
E, no lugar de pular algumas ondas, consigamos pular as mágoas, 
o rancor e a má vibração que o passado nos deixou de herança.
Vamos guardar os momentos lindos em um cantinho do coração
 e deixar um espaço imenso pras coisas lindas que o novo ano nos reserva?

Um comentário:

Bruna dos Anjos disse...

Gostei do seu blog
to seguindo :D
Se gostar segue tbm:
http://enredodeideias.blogspot.com/
beeijo ... e boa virada de ano!