"No dia em que a flor de lótus desabrochou
A minha mente vagava, e eu não a percebi.
Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida.
Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim.
Acordei do meu sonho sentindo o doce rastro
De um perfume no vento sul.
Essa vaga doçura fez o meu coração doer de saudade.
Pareceu-me ser o sopro ardente no verão, procurando completar-se.
Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim
Que ela era minha, e que essa perfeita doçura
Tinha desabrochado no fundo do meu coração. "

Rabindranath Tagore








sábado, 10 de setembro de 2011


Um lugar deve existir
Uma espécie de bazar
Onde os sonhos extraviados
Vão parar ♪♪

Chico Buarque
A Moça do Sonho

                    Post do dia 27 de julho

4 comentários:

Laís Pâmela disse...

Adoro Buarque *--*

Andreia Spengler disse...

Tem um selinho no meu blog para você comemorativo 1 ano blog bjos!Linda semana !

Kelly disse...

Agradecendo o selinho Andreia!
Beijos!!

Kelly disse...

Lais, obrigada por sempre visitar o Flor de Lótus! Adoro te ter por aqui!
Beijos e boa semana pra ti!!