"No dia em que a flor de lótus desabrochou
A minha mente vagava, e eu não a percebi.
Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida.
Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim.
Acordei do meu sonho sentindo o doce rastro
De um perfume no vento sul.
Essa vaga doçura fez o meu coração doer de saudade.
Pareceu-me ser o sopro ardente no verão, procurando completar-se.
Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim
Que ela era minha, e que essa perfeita doçura
Tinha desabrochado no fundo do meu coração. "

Rabindranath Tagore








segunda-feira, 5 de setembro de 2011


Eu acho que a gente vive numa época que pede resgates URGENTES.
A simplicidade, a capacidade de encanto e admiração,
 o olhar receptivo para se alimentar 
com belezas aparentemente corriqueiras,
precisam ser também prioridade.
Não há mundo novo sem respeito ao melhor do ANTIGO.

3 comentários:

Danielle Oliveira! disse...

Kelly, vim lá do Face... amei sua pagina! :)

Beijos açucarados! :)

Kelly disse...

Danielle seja bem vinda aqui também!!
Beijos!!

* Dé * disse...

Achei lindíssimo esse pensamento da Ana!
Li lá no face e achei maravilhoso!
Sempre boas as tuas escolhas aqui!
Beijo grande!